quarta-feira, 22 de agosto de 2012

América à vista!


Desta vez não fez gol, não foi a peça principal, mas foi essencial. Barcos, com atuação impecável no confronto entre Botafogo x Palmeiras pela Sul-Americana, ajuda a classificar a equipe paulista no Estádio Olímpico João Havelange.Após vencer o Botafogo em São Paulo na partida de ida por 2x0, o Palmeiras jogava pelo empate ou até mesmo uma derrota por um gol de diferença para se classificar. Caso marcasse ao menos uma vez, só ficaria fora da disputa caso o clube carioca abrisse uma vantagem de 3 gols.

Pelo número de torcedores, não se sabe o real objetivo dos botafoguense presentes no Engenhão. Em um misto de protesto e tímidos cânticos de apoio ao time, todos presentes nas arquibancadas assistiram a um Botafogo extremamente apático e sem poder de fogo na busca por uma vitória um tanto quanto difícil, pelo menos no primeiro tempo. O termômetro dos adeptos do alvinegro, era o que se via em campo. 1x0: "Eu acredito". 1x1: "Fora Oswaldo". No fim o clube carioca venceu, de maneira heroica, mas saiu vaiado e aplaudido simultaneamente. Com atuação discreta, porém decisiva, Barcos fez a assistência que garantiu a classificação do alviverde paulista e, com todos os méritos, afundou o sonho do time carioca. Para o Palmeiras, Campeão da Copa do Brasil, a América é o limite.

Um comentário:

  1. O Botafogo lutou heroicamente e ficou à porta da classificação, mas o que marcou esse jogo, ao lado do "quase", foram os protestos da torcida que iam diretamente à Oswaldo. Mas, será que realmente a culpa é dele? O treinador tentou colocar um esquema com três zagueiros, talvez para ter um meio campo com maior liberdade pela lateral, mais toque de bola no meio e para tentar criar mais perigo ao gol adversário; só que, qual o poder de fogo que o Botafogo tem hoje? Ok, Seedorf dá um novo ritmo ao time, Lodeiro, quando se acostumar com o futebol brasileiro, vai mostrar o motivo do investimento, Andrezinho é um jogador chato, Elkeson, apesar da má fase, é um jogador rápido e que pode balançar a rede em qualquer momento, etc, etc, etc, ok, mas e lá na frente? A diretoria do Botafogo se organizou 'muito mal'. Fez contratação e deixou o meio campo uma beleza, tem uma zaga muito boa, um goleiro de seleção, e tal, mas não tem peça para o ataque. Os principais jogadores lá da frente, Herrera e Loco Abreu, simplesmente saíram do clube e não veio nenhuma peça de reposição. Não tem opção nenhuma no elenco para colocar no ataque. Então eu pergunto: será que a culpa é realmente toda de Oswaldo? Porque o time tá em 7° no Brasileiro, há apenas 7 pontos da zona de classificação para a libertadores e muito jogo pela frente - sendo um time que a única peça para o ataque é Rafael Marques, que recebe toda um pressão em cima, e não consegue dar. Então, é justo Oswaldo 'pagar o pato' ou o treinador tá tentando sobreviver só com um atacante, que não tem nível pra ser titular, e ainda consegue botar o time na parte de cima da tabela?

    ResponderExcluir