quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Loucura foi liberar um certo "Loco"


Loco Abreu nunca demonstrou desejo de sair para outro clube do Brasil após chegar ao Botafogo, algo que veio a acontecer por "divergências" com Oswaldo de Oliveira, mas até aí, tudo em perfeita harmonia. Antes oferecido ao Santos, o atacante veio para o Glorioso. Quando estava no alvinegro carioca, o centro-avante jogava como se fosse torcedor do clube desde pequeno, colocou o escudo do clube em sua mística camisa azul, usada por debaixo do uniforme. E talvez é isto que está faltando para o elenco, uma dose de loucura e outra de paixão.


O "louco" que , provavelmente, é o mais inteligente e sensato dos loucos, não é craque e definitivamente não resolveria todos os problemas que o time de General Severiano vem passando dentro de campo. Mas ele seria de grande utilidade para o clube, para o marketing, para o treinador e sobretudo para a torcida. Oswaldo de Oliveira cobra dos torcedores o apoio mas ao mesmo tempo protagoniza um "até logo" do principal ídolo alvinegro depois de Túlio Maravilha, aquele que resgatou a idolatria vinda das arquibancadas. Em um plantel onde falta o cara que bota a bola pra dentro, Abreu, o "louco", faria isso muito bem, como fez muitas vezes. Se a campanha do time estivesse melhor, estariam falando sobre a  falta que faz Sebastián Abreu? Não, não estariam, vai entender. A verdade é que ele não tem papas na língua, fala o que pensa, sem ofender ninguém. Em uma geração onde o dinheiro fala mais alto no futebol, fala-se muito em resgatar o amor à camisa. Abreu nunca escondeu que é torcedor do Nacional do Uruguai, sempre deixou claro que encerraria a carreira em seu clube de coração, mas mesmo assim honrou a idolatria da torcida botafoguense e se apaixonou pelo Glorioso.  Onde o dinheiro "manda", um jogador "louco" constrói um laço de paixão e mesmo assim é emprestado. Quer prova maior do que estar jogando um time e beijar o escudo de seu antigo clube diante da torcida arqui-rival? Loucura é não dar o devido valor à um profissional como este. E dizem que o Abreu é o "loco"...

Um comentário:

  1. Glorioso > que dá glória, cheio de glória, bem-aventurado, ilustre, honrado....(Dicionário Aurélio online)
    O Louco honrou, e tenho certeza, onde quer que esteja e em qualquer tempo, sempre se sentirá honrado por ter vestido o manto sagrado do Botafogo de Futebol e Regatas. Parafraseando o talentoso e imparcial cronista(o que está cada vez mais difícil de se achar), Rica Perrone em uma de suas crônicas, o futebol brasileiro não merece um Profissional como Sebastian "Louco" Abreu". Os atuais dirigentes não honram a sua condição, e brincam com o pobre torcedor, fazendo-os crer que os fracassos ficão por conta da incompetência dos técnicos e jogadores. Infelizmente esta é uma tradição no Botafogo. Sempre queimando talentos, sempre fritando treinadores, sempre enganando o torcedor.
    E para não dizer que não falei de flores;
    Chupa essa manga "MULAMBADA":
    Corinthians 3 x 2 Flamengo
    Vai cair, vai cair, vai cair.....

    ResponderExcluir