quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Chama o Gaúcho


Salários atrasados, seis derrotas seguidas, queda livre na tabela no Campeonato Brasileiro. Definitivamente o Vasco não está nos seus melhores dias em 2012. Saudades do Cristóvão? Talvez. A realidade hoje é a que todo vascaíno já conhece. Tá ruim? chama o Gaúcho. Mais uma vez recebe a incumbência, momentânea, para livrar o time da má fase. E falando francamente, ninguém melhor do que ele para isso.


Não tem mistério, Gaúcho conhece o time como ninguém. Vem acompanhando o trabalho dos técnicos que passam pelo Vasco há bastante tempo, mais recentemente, Ricardo Gomes, Cirstóvão Borges e Marcelo Oliveira. O que não dá para entender é a "necessidade" de investir em nome. Isso mesmo, em nome. Não é interessante a ideia de investir salários altos afim de construir um trabalho ao invés de investir em algo que já deu e pode dar ainda mais frutos. O técnico, interino, do Gigante da Colina já conhece a rotina. Está acostumado, e até hoje não foi orgulhoso a ponto de rejeitar o cargo provisório quando lhe foi imposto. Já provou que merece uma oportunidade definitiva. Foi mais ou menos assim com Cristóvão e , a contragosto de muitos vascaínos, pode-se afirmar que foi bastante positivo. Campeão da Copa do Brasil e bela campanha na Libertadores, fora a disputa pelo título brasileiro até o fim do campeonato brasileiro de 2011. Agora fala-se no retorno de Ricardo Gomes. Ele é capaz? Sim, muito Pelo que vem evoluindo é capaz de tudo. Se é positivo voltar a atividade com a responsabilidade de dirigir um time grande é outro aspecto, um tanto quanto questionável. Bom, agora o que pode ser feito é chamar o Gaúcho.  Com 7 vitórias, 3 derrotas e 2 empates no comando do clube, merecia mais valor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário