domingo, 18 de novembro de 2012

Poderia ser melhor


Domingo de sol, time tetracampeão, Engenhão lotado. Tudo é comemoração. A torcida do Fluminense fez uma bonita festa no Stadium Rio para celebrar, junto aos jogadores do tricolor, o tetracampeonato brasileiro. A surpreendente derrota para o Cruzeiro na 36ª rodada, não foi suficiente para acabar com a alegria da massa. Mas poderia ser melhor.


Em enquete realizada aqui no blog, a preferência foi pelo sistema de finais (30 votos a favor contra 17 preferindo os pontos corridos). De fato, o tipo de disputa atual é justa. Sim, é justa. Mas o futebol, este é conhecido por não ser justo. É exatamente aí que está toda a beleza do esporte mais popular do país. Como muitos outros, é um esporte imprevisível, onde o time mais fraco pode vencer o mais forte "na bola". Além disso, já que os desportos, cada vez mais, tem virado comércio/marketing. Para os patrocinadores não é interessante um campeonato terminar 3, 4 rodadas antecipadas.
O título do Flu é indiscutível e merecido. Exatamente por isso, foi uma baita injustiça o que fizeram com a premiação em campo. Troféu tem que ser entregue com o time sendo campeão. No ato! E tem que ser entregue de vez. Como assim pegar de volta para entregar em festa no fim do ano? Essa história de entregar de taça em um salão, ou um teatro, com profissionais da imprensa aplaudindo um monte de "artistas" (pois é assim que tentam identificar os jogadores) não cola. A prova disso foi hoje, na derrota do Fluminense para o Cruzeiro. Para a torcida não mudou nada, o time é campeão e ponto. Mas seria bem diferente uma premiação após a vitória do título, com a torcida enlouquecida depois de apoiar o time por 90 minutos. É triste o que estão fazendo com o futebol. Com o nosso futebol. Não tentem fazer de nós o que não somos. Brasil é festa, é alegria, é jogador dando volta olímpica suado, sem camisa, de chuteira e meião. Não tire de nós o que nos faz únicos no cenário mundial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário