terça-feira, 2 de abril de 2013

Caseiros e Terceirizados



De um lado o solteirão, universitário, que mora sozinho e busca quase tudo no mercado para jantar, como uma lasanha congelada. Do outro, aquela avó caprichosa, cheia de encanto, em seu sítio preparando uma lasanha a bolonhesa repleta de ingredientes que ela mesma cultivou em casa e tem dado excelentes frutos. E aí, alguma preferência?

O jovem joga a lasanha no microondas, e rapidamente surge o aroma, a temperatura esquenta instantaneamente e parece estar pronto. Na verdade quase, pareceu ter chegado a hora mas apenas passou perto. Volta para o forno (elétrico) e de repente ficou pronta, mas parecia sentir falta de algo para estar completo. Enquanto isso, a senhora lá do interior cozinhava a massa, preparava o molho e levava seu tabuleiro ao forno à lenha. Demorou um pouco, mas saiu com eficiência, com linda aparência e bem trabalhada. Enquanto o garotão buscava o ingrediente que estava faltando, a avó parecia mais uma vez cozinhar pacientemente um novo tempero. Queijo ralado, aquele em pó, foi a escolha no apartamento da cidade. Longe de ter um gosto cem por cento legal, mas valeu. Do outro lado o queijo é caseiro, tem um toque especial e quase nunca falha. O que ninguém esperava era que no fim da noite o jovem tiraria da geladeira uma barra de chocolate para sobremesa, complementando a noite. A nobre senhora já não conseguiria tentar algo novo, mas fez bem o seu papel. No fim das contas ambos tem seu valor, porém, no próximo encontro só um deles vai digerir bem o prato principal.

Um comentário: