quarta-feira, 19 de junho de 2013

Arriba d'ellos Neymar


Ceará, Calor, Brasil e México. Clima quente pra ninguém botar defeito. Muito menos o público presente no reformado Castelão. Os mexicanos precisavam vencer para continuar brigando por uma vaga na segunda fase. Para os brasileiros, era vencer e classificar-se. 

Rola a bola e, como a muito tempo não se via, a seleção brasileira logo domina o campo de jogo. Melhor que isso, se impõe com autoridade. E não venham dizer que contra a França aconteceu o mesmo. Contra os campeões da Copa do Mundo de 98, a seleção canarinho venceu, mas não convenceu. Faltou algo para empolgar, pra vencer a desconfiança. Contra o Japão iniciou-se a afirmação. Hoje, diante do México,  veio a continuação do trabalho. Logo no inicio, Brasil à frente no placar. No decorrer da partida, o time brasileiro sofreu certa pressão, mas no geral foi bom. Deu moral para a parte defensiva da equipe de Luiz Felipe Scolari, que vem sendo contestada pela torcida. Já o recém contratado pelo Barcelona, fez de tudo um pouco. Teve gol, caneta e chapéu. Ou melhor, golo, pluma e sombrero. Aos mexicanos: "Muy contento, Neymar.".

Nenhum comentário:

Postar um comentário